Inscreva-se na Newsletter

Inscreva-se na nossa Newsletter e receba actualizações e notícias da CJP-CIRP no seu e-mail.




Contador de visitas

mod_vvisit_counterHoje245
mod_vvisit_counterOntem480
mod_vvisit_counterEsta semana1180
mod_vvisit_counterÚltima semana2682
mod_vvisit_counterEste mês4921
mod_vvisit_counterÚltimo mês8125
mod_vvisit_counterTotal462940

Visitantes Online: 7

Login

Dom Óscar Romero Versão para impressão
Domingo, 12 Maio 2013 22:07

romeroO legado que ele nos deixou

Como Pedro dirigindo-se ao coxo da porta Formosa do templo, também o arcebispo de San Salvador, D. Óscar Romero, nos poderia dizer: "Não tenho ouro nem prata, mas o que tenho isto te dou: Em nome de Jesus Cristo Nazareno, levanta-te e anda" .

romero2São passados 33 anos da sua morte violenta. A probabilidade desse tipo de morte vir bater-lhe à porta não o inibiu de ficar fiel ao seu testemunho de pastor. A partir de alguns acontecimentos também violentos contra o seu secretário e contra toda uma série de pessoas envolvidas nas lideranças dos camponeses e nas comunidades eclesiais de base foi mudando a sua visão conservadora para uma atitude profundamente comprometida relativamente àqueles com os quais o Senhor em primeiro lugar se deixa identificar: os desprotegidos e explorados. Por denunciar a injustiça social e a repressão militar Romero foi, na noite de 24 de Março de 1980, assassinado por um franco-atirador contratado quando celebrava a Eucaristia num hospital de doentes de cancro em San Salvador.

Os Missionários da Consolata proporcionam-nos uma boa oportunidade de conhecimento e reflexão sobre o significado dessa vida sacrificada por uma causa que nos conduz ao coração do Evangelho: o amor a Deus e ao próximo. Para o efeito convidaram o bispo auxiliar de San Salvador, Gregorio Rosa, para uma série de conferências no país – Lisboa, Porto, Gondomar, Braga e Fátima. Seguramente que D. Gregorio fará ecoar de novo a voz profética  de D. Óscar. O seu testemunho apela a um cristianismo mais livre e mais envolvido na mais profunda transformação do mundo, daquele jeito que o Mestre protagonizou.

san salvadorUma coletânea de breves passagens das homilias de D. Oscar, com o título “A violência do Amor”, revela o pensamento e a espiritualidade deste mártir. Com prefácio do presidente da Caritas Nacional, Eugénio da Fonseca, a obra vai ser apresentada pelo bispo Gregório Rosas, durante as várias conferências: Em Lisboa, no Colégio S. João de Brito, no dia 21 de Maio às 21h00; no Porto, no Auditório da Universidade Católica, no dia 22 de Maio, às 21h00; em Braga, no Auditório Vita, no dia 23 de Maio, às 21h00; em Gondomar, no Anfiteatro da Biblioteca Nacional, no dia 24 de Maio, às 21h00; em Fátima, no CEF, no dia 25 de Maio, às 18h00.

Talvez o seu exemplo, o testemunho fiel até à morte, nos possa ajudar a levantarmo-nos e a andar por caminhos de um mundo novo, melhor que o que encontrámos.

Para ver o cartaz clique aqui.