Inscreva-se na Newsletter

Inscreva-se na nossa Newsletter e receba actualizações e notícias da CJP-CIRP no seu e-mail.




Contador de visitas

mod_vvisit_counterHoje272
mod_vvisit_counterOntem554
mod_vvisit_counterEsta semana2591
mod_vvisit_counterÚltima semana2631
mod_vvisit_counterEste mês6459
mod_vvisit_counterÚltimo mês9532
mod_vvisit_counterTotal601487

Visitantes Online: 6

Login

Atentados na Noruega Versão para impressão
Domingo, 24 Julho 2011 22:55

Bento XVI condena "graves actos terroristas" na Noruega

Bento XVI manifestou hoje a sua "profunda dor" pelos atentados desta sexta-feira, em Oslo, classificando como "graves" os ataques que provocaram pelo menos 92 mortes na Noruega.
"Mais uma vez, infelizmente, chegam notícias de morte e de violência. Todos sentimos uma profunda dor pelos graves atos terroristas acontecidos na última sexta-feira, na Noruega".

Perante os peregrinos que se reuniram no pátio interior da residência pontifícia, Bento XVI pediu orações pelas vítimas, os feridos e os seus familiares.
"A todos quero, mais uma vez, repetir um forte apelo a abandonarem, para sempre, a via do ódio e fugirem à lógica do mal", prosseguiu.Dois atentados, em Oslo e na ilha de Utoya, alegadamente cometidos pelo norueguês Anders Behring Breivik, estiveram na origem do trágico balanço de mortos, inédito neste país nórdico nas últimas décadas.Na sua intervenção dominical, Bento XVI apontou ainda o dedo a uma "mentalidade errada" que sugere apenas que peçam a Deus "coisas ou favores", frisando que "a verdadeira qualidade da vida social depende da consciência reta de cada um, da sua capacidade e de todos de reconhecer o bem".O Papa deixou uma palavra particular às "pessoas chamadas a cargos de governo", afirmando que têm "maior necessidade da ajuda de Deus".

OC (Agência Ecclesia)