Inscreva-se na Newsletter

Inscreva-se na nossa Newsletter e receba actualizações e notícias da CJP-CIRP no seu e-mail.




Contador de visitas

mod_vvisit_counterHoje392
mod_vvisit_counterOntem485
mod_vvisit_counterEsta semana877
mod_vvisit_counterÚltima semana2337
mod_vvisit_counterEste mês8583
mod_vvisit_counterÚltimo mês7543
mod_vvisit_counterTotal482150

Visitantes Online: 8

Login

Breve História da CJP Versão para impressão

No seguimento da dinâmica do Concílio Vaticano II a CJP-CIRP (Comissão Justiça e Paz dos Religiosos em Portugal) surgiu no ano 1990, constituída por 9 elementos de diferentes institutos.

Como objectivo estava a informação e formação da consciência crítica dos religiosos/as, bem como a intervenção exterior, através da reflexão ou denúncia na linha da defesa da justiça, da dignidade humana e da paz.

Pela proximidade à realidade social e trabalho no terreno, a sua acção orientou-se fundamentalmente para a problemática dos imigrantes, das minorias étnicas, dos bairros degradados e da habitação. Mas, com a dimensão da globalidade presente, foi-se envolvendo em causas como  a Campanha pelo Perdão da Dívida Externa dos Paises Pobres, a Campanha pela Paz em Angola, a Campanha de Solidariedade por Timor.

Trabalhando na periferia da sociedade fez-se a abordagem de problemas como a Prostituição e, com ela relacionada, a questão do Tráfico de Pessoas, a qual, pela sua relevância, levou à criação específica da CAVITP (Comissão de Apoio à Vítima de Tráfico de Pessoas).

Ultimamente a Comissão escolheu cinco áreas de intervenção: Migrantes, Habitação, Norte/Sul,  Paz, Violência. Um trabalho fundamentalmente realizado em rede com organizações da Igreja e com ONGs orientadas para a defesa da dignidade e dos direitos humanos.